O “Choro” dos Separatistas

By | 14/08/2016

Tenho lido e acompanhado nas Redes Sociais a campanha separatista do Sul e do Sudeste daqueles que desejam serem “independentes” do Brasil e se tornarem novos Estados Soberanos. E pasmem! Todos eles, sem exceção, acusam o Nordeste, Norte e Centro Oeste, de serem os culpados pelas mazelas deles. Segundo esses “não brasileiros separatistas” seus impostos estariam sendo usados para pagarem nossas contas e seria essa a causa de nossa “preguiça”, “atraso”, “inferioridade”, “dependência” e toda sorte de ofensas gratuitas…

Vejo nisso uma falta de foco no que reivindicam para si quando nos ofendem com todo tipo de injúrias, xenofobias e acusações, reclamando porque estamos vivendo entre eles “fazendo o serviço braçal deles”. Seria essa, segundo essas pessoas que se acham melhores que nós, a única razão de permitirem estarmos nessas regiões que são deles e não nossas, tomando seus empregos e recebendo o benefício dos impostos “que eles pagam”. Se querem mesmos essa separação isso não ajuda em nada. O que vão conseguir é uma grande inimizade que irá dificultar e muito suas relações comerciais e mesmo diplomáticas com nós brasileiros depois da separação.

Legalmente não é possível dividir o Brasil em outras tantas república ou estados soberanos. Do ponto de vista jurídico é crime. Na atual conjuntura jurídica não existe possibilidade de um plebiscito sobre isso, embora esteja sendo organizado um na Região Sul. Entretanto não há um partido político sequer que abrace essa causa, de qualquer tendência ideológica, também não há grupos econômicos interessados nisso, muitos dos grandes empresários brasileiros são nordestinos e das outras regiões que não estão nessa campanha. Os sindicatos  também não manifestaram apoio a isso. Na realidade todos teriam muito a perder.

No primeiro artigo da Constituição está definido que a República Federativa do Brasil é “formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal”.

Sendo assim, não seria mais fácil para todos tentarem mudar a forma de tributação onde cada Estado usufruiria de seus próprios recursos do que dividir o Brasil em pequenos países? Imagino que não conseguirão essa separação “no grito” e muito menos com “manifestações” pois, como  já vimos antes, elas são “conduzidas” e não levam a nada. Gostaria de lembrar aos separatistas que ao se tornarem estados soberanos precisarão ter e manter toda a estrutura necessária para isso: Os Três Poderes, suas Forças Armadas, seu Bolsa Família, sua Previdência, sua Moeda e por ai vai…

Nós nordestinos não queremos nada que não seja nosso. Suponho que os demais brasileiros também pensem assim. A solução pacífica para isso seria que nós cobrássemos imposto de importação sobre tudo o que vendem para nós e os demais fariam o mesmo. Simples assim, cada um pagaria e usufruiria de seus os próprios impostos e a União receberia a parte dela como tem que ser para manter o Brasil Unido e Soberano. Creio que assim nossos irmãos voltariam para casa. É o que mais queremos. Estamos cheios dessas humilhações.

A União só é forte se todos os Estados da Federação forem autossuficientes em tudo. Não aceitamos mais essas ofensas. O Nordeste está crescendo mais que outras regiões do Brasil. Logo estaremos recolhendo impostos adequadamente se mudarmos a forma de tributação. Se o choro continuar será a prova de que é xenofobia mesmo o que esses separatistas sentem por se acharem melhor do que os cidadãos de outras regiões.