Que Bolha?

By | 13/01/2016

Li um post no Facebook insistindo nessa tal de bolha imobiliária no Brasil. Sou corretor de imóveis há 20 anos e nunca vi um imóvel em lançamento baixar de preço. Quem compra no pré-lançamento sai ganhando sempre. E quando os imóveis ficam prontos valem em média 25% a mais que a inflação do período da construção que é de 3 a 4 anos. Ou seja: O que se gasta como sinal, em média 30%, durante a construção, se recupera ao receber a chave do imóvel novo. Para existir bolha deveria ocorrer o inverso. Ou seja: O imóvel novo deveria valer menos que um semelhante em lançamento. Isso não existe aqui!

Então porque alguns lançamentos estão com preços menores?
Os lançamentos acompanham os valores de mercado e são atualizados de acordo com a inflação, o preço de novos terrenos, os custos com a construção e mão de obra. Você não deveria comparar um imóvel com outro apenas porque têm ás mesmas áreas privativas, os mesmos cômodos, a mesma posição em relação à luz e às correntes de ar e o mesmo andar porque esses imóveis não estão no mesmo endereço. Um exemplo? – Dois imóveis que limitam-se ao fundo do terreno, exatamente iguais, têm preços totalmente diferentes. Como? – Um está com sua frente voltada para uma avenida com bastante circulação de pessoas e veículos e o outro está voltado pra uma rua paralela à essa avenida com a frente voltada para o lado oposto e, tem a circulação dos moradores do imóvel e vizinhança. Entendeu? E se o primeiro imóvel estiver voltado para o Nascente ou Sul com melhor iluminação e ventilação enquanto o segundo não está tão bem assim?

Outra pergunta:
– Se os valores dos aluguéis estão em queda não seria isso um sinal de uma bolha imobiliária?
Resposta:
– Não há bolha imobiliária no Brasil. O que temos é falta de dinheiro e de financiamento imobiliário adequado à demanda. Prova disso é que ficou mais difícil de vender imóvel usado. Assim, teremos uma oferta maior de imóveis para locação até que os estoques de imóveis novos financiados diretamente com as construtoras sejam vendidos e o mercado se volte para a compra de imóveis usados. Como as construtoras estão adiando novos lançamentos haverá uma maior demanda por imóveis novos que não teremos para vender. Então será vez dos proprietários venderem os seus imóveis usados. Dessa forma a demanda por imóvel para alugar aumentará e o valor da locação se elevará novamente.

O mercado imobiliário é também sensível à situação administrativa do país, da economia, dos juros, da inflação, da demanda e de todos os demais atores que atuam sobre o valor das coisas. Esse boato de que “uma bolha vai estourar” é puro marketing para atrair audiência e criar um clima de “quanto pior melhor”. Essas ações só prejudicam quem precisa comprar um imóvel e deixa suas economias se desvalorizando. Em pouco tempo verá que a inflação corroeu seu poder de compra e terá que se contentar com um imóvel de menor porte e valor inferior.

Dê uma conferida nos Indicadores Econômicos e veja que comprar imóveis sempre é um ótimo negócio. Entre uma crise e outra seu imóvel se valoriza mais e mais. Você pode usufruir dos rendimentos de aluguéis sem diminuir seu patrimônio pois o seu imóvel se valoriza mais que a inflação e os juros pagos.

Gilvan Mendonça – Corretor de imóveis
C: 1518-F PB & 20020-F DF
Whatsapp (83) 98877-5968 Oi! / (83) 99987-2868 Tim!
www.gilvanmendonca.com.br